AUDITORES SE REÚNEM EM BUSCA DE ENTENDIMENTO MAIOR SOBRE O TRABALHO DESENVOLVIDO PELO SINDIFISCAL

07/02/2017 07/12/2020 10:19 356 visualizações

Por iniciativa do auditor filiado Elias Monteiro da regional de Gurupi, aconteceu no fim da tarde da última sexta-feira,03, uma reunião que alinhou a compreensão sobre as ações do sindicato no que se refere aos direitos do Fisco.


Um dos itens da conversa que demandou mais atenção foram as ações que buscam reverter a redução dos vencimentos dos auditores fiscais, decorrente da Medida Provisória n.º 05 de 20 de janeiro de 2017.

Segundo o auditor Elias Monteiro, “A reunião deu a oportunidade de ouvir a diretoria e saber o que está sendo feito. É oportuno discutir o assunto. Já que uma das maiores preocupações que temos, hoje, é a questão salarial”, explanou.



Monteiro foi enfático ao afirmar que a manutenção dos rendimentos, na forma prevista pela Lei de número 3.174, publicada no dia 28 dezembro, “não trará prejuízos financeiros ao Estado. O Estado hoje tem caixa e já atendeu outras categorias. Acredito que executando nossas formas de luta, vamos sim alcançar nossos objetivos”, arrematou.

“O consenso firmado foi de que a categoria precisa trabalhar em conjunto para que a gente consiga resolver essa demanda”, afirmou o auditor Severino Gonçalves da Costa.

Costa, que participou ativamente da reunião esboçou otimismo sobre resolução do impasse, “Eu acredito que vai se resolver rápido. Primeiro porque é urgente e segundo porque é justo. São dois vetores a favor”, ponderou.



O presidente Carlos Campos, que sempre recebe individualmente os filiados, frisou estar aberto ao debate e às sugestões a respeito dos mais variados assuntos que envolvem a categoria. O sindicalista ressaltou que a diretoria é receptiva a receber ajuda, “pois a causa é de todos”.



Campos agradeceu o idealizador da reunião pela iniciativa de tentar reunir os colegas para conversar sobre as demandas que a envolvem. “Judicialmente e administrativamente estamos avançando e insistindo pelo que é nosso direito. No entanto, a diretoria nada faz sem alinhar suas ações às reais necessidades e anseios dos auditores. Para estreitar ainda mais esse laço fóruns e reuniões como essa podem e devem se repetir em 2017”, afirmou.